terça-feira, 8 de novembro de 2011

Abençoado olhar...




                                              "Ashes and Snow"     by   Gregory Colbert

A paz que transmitem estas fotografias de rara beleza, deixam-me sem palavras... Não deixem  de procurar porque há muito mais, esta é só uma pequenina amostra do magnifico trabalho deste senhor.

All the King's Men



Um dos muitos filmes que devia já ter visto, mas que só agora, por sorte, apanhei na televisão.
Fiquei mais uma vez rendida à magistral interpretação do Sean Penn, GRANDE ACTOR!
No principio do filme achei-o torto demais, mas depois deixei de ver o actor e passei a seguir o caminho que ele próprio fez com a  personagem.
A história é impressionante, mas o filme só consegue chegar ao nível do actor principal, na última parte, já a preto e branco.
Conclusão... Este filme nas mãos de um bom realizador, seria de certeza, uma obra prima do cinema.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Tricotar


Termina o bom tempo e outros trabalhos surgem naturalmente, como uma rotina de ciclo de vida.
Escolher as lãs, e mais do que ter um fim em si mesmo, ou melhor dizendo, um projecto, o que vem em primeiro lugar é o prazer de fazer.
Como vai ficar... ainda não sei. Cachecol alegre e quente, de certeza.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Instantes

                                                                      Wihelm Hammershoi


A foto exterior
Os limites que impomos como regra,
Dentro dos padrões do Homem.
A fotografia interior
Não tem limites,
Todos os dias nasce alguma coisa
Que preenche  o vazio da que morreu.
O medo de perder o controle
Deste equilibrio tão perfeito
Sujeita-nos aos limites.
Talvez assim consigamos
Controlar as consequências.
Donos de nós.
Donos do Mundo
Ou da realidade soberana.



segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Conversas Trocadas à Mesa


As férias foram muito boas, mas acabaram-se. Estes foram os vinhos dos últimos dias, cada noite, um diferente, para saborear e acompanhar os consecutivos grelhados do jantar. Também se pode fazer a analogia daquilo que cada garrafa contém... com as férias passadas no maior descanso possível... Um rótulo, um nome, um aroma, um sabor no principio outro no fim, uma quantidade, um grau de apreciação, uma temperatura, uma envolvência,  a memória e o prazer.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Leituras de Verão

"A presunção é a nossa doença natural e original. O homem é a mais calamitosa e frágil de todas as criaturas, e a mais orgulhosa. Ela sente-se e vê-se aqui alojada pela lama e pelo excremento do mundo, amarrada e pregada ao pior, depois morta e atolada como parte do universo, no último andar do abrigo e o mais distanciado da abóbada celeste, com animais da pior condição das três, e vai-se plantando pela imaginação acima do círculo da lua e pondo o céu sob seus pés. É pela vaidade dessa mesma imaginação que ele se iguala a Deus."
Montaigne

"Tal é a pior loucura do homem: não reconhece a miséria em que está encerrado, a fraqueza que o impede de aproximar-se do verdadeiro e do bom; não saber que parte da loucura é a sua. Recusar esse desatino que é o próprio signo da sua condição, é privar-se para sempre do uso razoável da sua razão."

Michel Foucault
 História da Loucura

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Energético e Estético




O Chá nos seus mais variados sabores. Uma bebida fresca, saborosa e dentro de lindas garrafas ou latas. Apetecíveis nesta altura de calor, e como os olhos também bebem é aliança perfeita. Pena ser tão difícil encontra-las em Portugal." AriZona", requinte e refrescante!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Qualidade


É bom quando os anos passam e as coisas não nos desiludem. Este Coppertone pode ser bem velhinho, mas continua na crista da onda. Eu posso ir à praia, mas sem este aliado, não é a mesma coisa.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Palcos






"As tetas da Alienação"

Testemunha ocular    da miséria mental
Que é mistificar    a tristeza banal
De viver a juntar    tanta coisa vital
Para a vida vulgar    parecer divinal
E com isso ocultar    a pobreza real
De um gesticular     reduzido a sinal
Não consigo calar    a origem deste mal
Que nos anda a atacar     a todos por igual
(...)

Adolfo Luxúria Canibal
in Estilhaços

sábado, 2 de julho de 2011

Simplesmente simples

Antes: Simplesmente o que é necessário para iluminar a cozinha.
 Durante muito tempo, naquele lugar havia um candeeiro de quatro tubos em vidro fosco, mal pensado para o sitio, porque foi-se partindo por estar tão baixo. Depois durante mais algum tempo ficou assim, até a minha mãe dizer... "Gosto deste candeeiro... muito sofisticado..." Entre outros reparos, porque não mudar?

Depois: Simples. Inspiração económica e já agora um pouco de Alexander Calder não faz mal nenhum.




quinta-feira, 23 de junho de 2011

Criatividade na Cozinha

Especiarias e condimentos indianos para dar um toque diferente aos cozinhados.
 As receitas podem ser simples, e bem portuguesas, mas se acrescentarmos algumas especiarias fora da receita tradicional, obtemos pratos deliciosos. É claro que aqui o bom senso também faz parte, ajustar os sabores ao peixe e à carne, como por exemplo este pó de cominhos e coentros, ideal na carne de porco. Para quem tinha a ideia que a comida indiana se resume ao caril e ao picante, nada como uma visita a um supermercado indiano para ver ali um mundo de possibilidades criativas e saborosas. E muito importante... económico!