domingo, 26 de dezembro de 2010

Horizontes



Quem disse que o frio e o Inverno não oferecem boas cores ao céu? Aqui fica um bom exemplo, retirado à saída do Tejo.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Kitch Kitchen

Quando a cozinha faz parte da rotina diária, há que variar... 
Mas na cabeça de uma dona de casa, para além do almoço e do jantar (sou eu que decido!) também estão as prendas de Natal. 

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Homens e Bichos

                                                                    Arthur Rackham


Desenho ilustrativo da ilusão e do medo, o que se esconde na natureza. Ou o que se esconde na mente humana.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Trienal de Arquitectura



Ver esta exposição é como brincar às casinhas, primeiro os projectos em duas dimensões, com fotos protótipo feitos em computador e depois a maquete que tanta vontade dá em mexer, abrir e fechar portas, espreitar pelas janelas, deslocar as figuras... Um verdadeiro encanto para quem sempre gostou de casas e adivinhar o que se esconde dentro delas...
Ideias muito interessantes para requalificar o bairro "Cova da Moura", com tudo incluído, pensar nas pessoas que o povoam, hábitos, gostos, necessidades, cultura. O mesmo acontece com os projectos para Luanda, do mais simples ao mais complexo, estravagâncias e simplicidades criadas a partir do desafio de pensar o futuro.

domingo, 7 de novembro de 2010

Cont.

Esta similitude de escalas não se aplicam aos desenhos representados aqui. Também não se aplica o isolamento da matéria no espaço vazio, que os fundos na pintura sugerem, e tal é esta constatação que nos faz interrogar sobre a existência, o que nos segura à vida? O que nos mantém erectos? 

De volta às exposições


João Queroz, Desenho, Aguarela e Pintura na Culturgeste.
Percorremos o espaço da exposição onde encontramos fragmentos de paisagens não necessáriamente belas, mas que o artista seleccionou por algum motivo. Estes pedaços de Natureza apresentam-se como se estivessem em fim de vida, o tempo decorrido depois do incendio até à decomposição que não chega a aparecer. A escala é quase sempre a mesma, mesmo em telas de vários tamanhos o que dá a sensação de não saírmos do mesmo lugar de contemplação.





terça-feira, 12 de outubro de 2010

RTP2

Uma série de excepção! De 2ª a 6ª a não perder, é tudo bom, do enredo ao guarda roupa, o desempenho dos actores,  a excelência que a televisão pode ter.

domingo, 19 de setembro de 2010

Fitas e retalhos

Já que o Sr. Adérito está de férias, aproveito para desarrumar a minha oficina. As ideias vão surgindo conforme os materiais, as texturas, as cores, a confusão de tudo fora dos sítios. A ordem vai aparecendo nos objectos que nascem deste caos. É quase tão delirante como pensar naquilo que o Sr. Adérito estará a fazer noutras paragens.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010